Synyster Gates

Psé.
Já desenhei o Kyu e o TOP.
Não podia deixar de desenhar O MEW HOMI #DuhRóki, né? #PFVR





Avenged Sevenfold - Seize The Day MV ( comentado )

Não, não é KPOP.
É rock.
E nem é rock asiático.
É rock americano. Na verdade METAL!
Aí vocês me perguntam:


Mas por quêêêêê?!


Por que adoro essa banda.
A música é #DasHora, e o MV tem historinha.
Sem falar que MEO HOMI #DuhRóki é integrante da banda.
E de quem eu tô falando?!


Daquele que causa orgasmos múltiplos com apenas um olhar.
Que NÃO tem uma voz nível: TOP, mas possui poder semelhante nos dedos.
O Chuck Norris da guitarra:


Synyster Gates


Aí juntando-se o meu amor pelo A7X, a historinha muito lekal do MV, e a goshtosura desse indivíduo, resolvi comentar.
Problemas? Reclamações?
Me mandem um e-mail.


Agora, direto para "Seize the Day".
DJ, seja útil.


Avenged Sevenfold - Seize the Day


E o MV começa logo com o Matt Shadows atrás das grades e uma frase que eu ( E VOCÊ ) vou levar para a vida:


"Aproveite o dia ou morra lamentando o tempo que você perdeu..."


É tipo um Carpe Diem, só que Rock Version.


Beleza.
AGORA começa mesmo a historinha, que tem uma sinopse bem básica, principalmente para os dias de hoje.
E antes que vocês perguntem... Sim!
Essa cara aí é do M. Shadows mesmo.
Ele é lindo desse jeito.
Não é máscara, nem fotóchópi.

Só que... sei lá.
Gosto mais do Syn.
Ele parece mais sombrio, mais misterioso...
Vocês sabem que a MAMA se amarra num #bophão com cara de mal, né?


CONTINUANDO...


O Matt tá em casa, no mó #Love com a mona ( que á propósito é esposa dele DE VERDADE! #ChoraNação ), e ela tá grávida.
Eles são meio pobrinhos.
Dá pra ver pela simplicidade do apartamento.


OBS.: Tá. Jura que o Shadows é pobre mesmo. Há!~


Mas, no meio do #Love4Ever, os amigos do Shadows chegam.
E olha quem é que bate na porta...


Olá garotas...


Sim!
Mas não bate NA MINHA PORTA...
Vai, gato.
Desafio lançado!


MV!


Então...
O vândalo do Syn diz que tem um 'trampo' pro Matt que vai dar uma grana boa pra ele ir se ajeitando com o pimpolho que vai nascer e a muié, então o Matt topa.
Enquanto isso o resto da mundiça está espalhada pelo cubículo que chamaremos de apartamento, mexendo na geladeira e talz...
Coisa de melhor amigo na casa da gente.


E a muié ainda pede pro Matt num ir por que os amigos dele são tudo trombadinha, mas ele vai, e a muié fica em casa, angustiada, com o bucho no pé da goela. #Desaprovei.


 OBS.: Essa expressão facial "Fuck Yeah" na cara do Syn me causa arrepios! OH... GOD! #Gozay


Eu tbm...!



Pronto.
Olhaí o 'trampo' que o Syn tinha pro futuro papai.

ROUBAR UMA BUDEGA...


#PLMDDS!
Podia ser um banco, meus povos & minhas povas.
Nã. Armaria. #Fuleragi.


WHATEVER!


 Lá vão os trombadinhas.
Syn pula logo o bancão e mete um empurrão no véio dono do lugar.

PAUSA


Eu assisti o Making Off desse MV, e essa cena chega a ser engraçada.
E por quê?!
Por que o diretor dá um taco de baseball pro rapaz e manda ele descer o sarrafo no véio do balcão, MAS ELE NÃO CONSEGUE.
Ele mesmo assume que tem pena do coitado, mesmo dizendo para ele que o cara é um dublê treinado e talz.
Acaba que eles acabam repetindo a cena trocentas vezes até o elenco todo cansar e o diretor deixar ele dar só um empurrão no coitado.


Ownnnnn...
Syn é igual ao Guk.
Só tem pinta de mal.
Por dentro é um menino de sete anos que toma Nescau e assiste o Ben 10. #SóQÑ #Iludida


#Fechou


ADORÓNNN esse refrão.
A polícia é que não gostou.
Chegou na budega pra acabar com a festa dos trombadinhas.


OBS.: Mas só em MV mesmo que a polícia chega nessa velocidade...


 EEEEEE...
Corre negada!
Só o Shadows que foi lento e acabou sendo pego pelos cara.
O resto da gangue conseguiu fugir.


E como se o cabaré num fosse grande que bastasse, a notícia que ele foi pego saiu no Jornal da Record e a mona buchuda dele vê.

Ô desgosto! Tsc Tsc Tsc


Pois é. É a vida...


A vida nada, meliante.
Se tu num tivesse ido tirar o menino do caminho de Shissus uma hora dessas ele ia estar em casa, escolhendo o nome do pimpolho que ia nascer.


WHATEVER!


E agora cenas do coitado do Shadows na cadeia.
Tira os piercings, eeee...


Decidido! Vou ser policial nos States!
 Mas olhem a saúde desse cidadão! GOoOoOoD


Intóm, raspam a cabeça dele e... REFRÃO de novo!
Que eu aprovo demás.


Olha, eu achei que o Shadows ia ficar mó bizonhento careca, mas continuou #bophão.


E, na cena seguinte a muié dele vai lá fazer a visitar e conversar com o homi, mas o barraco baixa.
Sinceramente, dá pra ver ela gesticulando: "It's your fault!", que pra vocês que NÃO são #BeeshasRikas como eu pra fazerem CCAA, quer dizer, "Salsicha é #DasHora!".


Issaê, mona! Também acho.


Então, o Shadows grita também, a mona fica virada num prego e vai embora.
No caminho pra casa, um bêbado bate no carro, e a mona #Die.~



Toma essa Glória Perez!



Agora CALA A BOCA todo mundo por que o meo homi vai fazer o solo dele em cima do caixão da mona do amigo.
Cena DIGNÍSSSIMA!
Só que ficou meio óbvio que o Syn tava se pelando de medo de cair desse caixão.
A ideia é incrível, realmente, mas o caixão estava baixando dentro do buraco, meu povo, e balançava.
'Magina se o Syn cai de cara aí! Mwahahahahah
Ia quebrar os dentinho tudo...


Enquanto todo mundo estava lá no enterro da mona, o Shadows tá na cadeia, sofrendo e dizendo.


"Então, e se eu nunca mais te abraçar, ou beijar seus lábios de novo?
Então eu não vou deixar você ir, ou as memórias que nós dois temos.
Eu imploro, não me deixe."


Psé!
Só esqueceram de dizer pro rapaz que a muié já bateu a caçuleta e estão plantando um jardim por cima dela NESSE EXATO momento enquanto ele fica lembrando do #Love4Ever deles lá no apartamento antes dos amigos trombadinhas chegarem e levarem ele pro caminho do capiroto.


E agora, A MELHOR CENA DO MV INTEIRO:



Ah, pára! Olha a expressão "I'mSexy&IKnowIt" esse sujeito!
#BadFace é #TudoOqHá!


E o Shadows lá malhando na cadeia.
Num dá pra ser um preso buchudo, né? Tem que manter o corpinho. #Sakay


Mais sofrimento atrás das grades até que depois de anos de confinamento, ele é solto ao solo do meo homi #DuhRóki.

SOFRIMENTO APROVADO!

Foco na galera caminhando no cemitério.
#Digno
clap clap clap


Mais #DIGNO ainda é que o Shadows vai lá visitar o túmulo da noiva cadáver e coloca um papel lá.
Eu não sei o que é.
Possivelmente seja uma carta que ele escreveu pra ela, né?
Pode ser...


Ao mesmo tempo a galera se junta á ele...


E PÁRA TUDO, por que foi o Syn quem chegou trazendo O FILHO do Shadows pela mão.
Aí vocês pensam: Mas a muié num morreu!?

Sim, mas ela não deve ter morrido na hora do acidente, né?
Deve ter ficado ferida, levaram ela pro hospital, e conseguiram salvar o bebê.


  Então, existe uma coisa mais FOFIS do que um homi #DuhRóki com um bebê?!
Ownnnnnn





E MV ENDs com os homi indo embora do cemitério NO STYLE...






MINHA AVALIAÇÃO FINAL DO MV


Amo "Seize the Day". #MeProcessem
Não é a minha música favorita do A7X, mas eu vivo mudando toda semana, então...
A historinha é lekal, e ver os meninos atuando também vale SUPER.
 E não vou nem protestar que o Syn não estava no papel principal, por que se ele estivesse, iam arrumar alguma vadjéia pra ele beijar e fazer um chamego, e eu ia ter que viajar até os States pra encher EVERYBODY na porrada.
Então, nenhum protesto hoje.
Espero que vocês tenham gostado da mudança.
Vocês também estão abertos pra me indicar MVs não só de KPOP, mas de tudo.
Se eu gostar, vai pra minha lista.

Ah, e só mais uma coisa: "Syn, ME SEQUESTRA! AHHHHHHH! TE AMO, GOSHTOSO! VAMOS TER LINDOS BEBÊS JUNTOS!"



NOTA: 10, né? #PFVR


 Bye Bye




naylaelric@hotmail.com

[ #TrueStory ] O cara novo... #6

Minha primeira reação ao ouvir aquilo da boca do Gustavo foi raiva.
E não estou falando de uma raivinha.
To falando que virei a Carminha.




Vocês podem não entender, mas eu já passei por muita coisa nessa vida.
Eu só tenho vinte anos, mas poderia ter estrelado Carrie, A Estranha, no papel principal.
As crianças eram más comigo na escola.
Me excluíam, escondiam meus livros, rabiscavam meu caderno, e sentavam longe de mim no almoço.
E sabe o que eu fiz pra merecer tudo isso?
Absolutamente nada.
Eu era quieta, desenhava, sentava na frente e tirava boas notas.
Meu crime foi esse.


Até entrar na universidade, meus relacionamentos eram tipo com amigos que se apaixonavam por mim.
Amigos com quem eu, ÚNICA MENINA, jogava nos Videogames e Lan Houses.
Eu cresci com homens, mas os caras da escola eram monstros pra mim.
Eles me torturavam.
E o Gustavo era como eles.
Grande, bonito e popular.


Não que eu ficasse com caras feios, magricelas e excluídos como eu, mas depois que entrei na universidade e comecei a me valorizar como mulher, ficando forte suficiente pra enfrentar quem me tirava do sério, eu comecei a escolher com quem eu ficava, não ser mais escolhida.
E eu gosto dos tipos roqueiros, com pinta de problemas, mas que têm sorrisos bonitos, e são caras legais.
Os pseudo-badboys que as meninas sonham.
Eu gosto deles, e eles gostam de mim.




O Gustavo não é como eles.
E eu não queria admitir, mas tenho medo disso.
Por que ele, o tipo de cara que fazia piadas maldosas comigo na escola, queria ficar comigo agora?


Oh, Deus!
Eu quis vomitar.
Quando ele me disse aquilo eu revivi todos os pesadelos que eu lutei tanto pra enterrar.
Eu não queria ouvir mais nada.
Depois de uma risada histérica que acabou num soluço, cobri a boca, horrorizada, e fui embora.
É, eu o deixei plantado bem ali, voltei pra biblioteca, apanhei minhas coisas e fui pra casa.


Eu não estava pronta praquilo.
Fiquei doente.
Passei o resto do dia de cama, e dormi.
Acordei com o meu celular tocando bem debaixo de mim, e atendi sem nem olhar para a tela.
Era a Priscila.


Priscila: Hey, o que aconteceu?
Eu: To em casa, doente.
Priscila: Doente? De quê?
Eu: Não sei... Acho que comi alguma coisa estragada.
Priscila: Então eu sinto muito, amiga, mas você vai ficar pior.
Eu: O que foi?
Priscila: O teu monitor de Psiquiatria, o bonitão, me tirou da aula de Primeiros Socorros pra pedir pra eu te ligar.




Eu: O... quê...!?
Priscila: To falando sério. O cara interrompeu a minha aula, me chamou e pediu pra eu te dar um recado.

AH DEUS! AH DEUS! AH DEUS!


Eu: Que recado?
Priscila: Ele disse que sente muito.
Eu: E o quê mais?
Priscila: Nada mais. Só isso. Ele só sente muito. Agora pode me dizer o que está acontecendo?


Não, eu não podia, por que nem eu mesma sabia o que estava acontecendo.
Consegui enrolar a Priscila com uma desculpa esfarrapada qualquer que nem mesmo me lembro, e fiquei ali, deitada no escuro sem conseguir dormir o resto da noite imaginando o rosto do Gustavo dizendo: "Eu sinto muito" pra mim, uma e outra vez.
Um milhão de vezes.
Tantas que eu não aguentei e saí da cama.
Me troquei e disse á minha mãe que ia na casa de uma amiga e voltava rapidinho.


Estava frio pra caramba lá fora, e assim que cheguei ao prédio onde o Gustavo mora que eu descobri por um acaso um dia quando voltava da universidade e vi ele entrando, começou a chover.
Chamei na portaria e o porteiro abriu pra mim.

Porteiro: Moça, está muito frio aí fora, e muito tarde. Tá procurando alguém?
Eu: Tô. Gustavo... *eu não sabia o sobrenome*
Porteiro: Gustavo de quê?
Eu: Tem mais de um aqui?!
Porteiro: Não, mas eu não posso deixar a senhorita subir se não conhece o inquilino.
Eu: Mas eu conheço ele. Só não sei o sobrenome, tá? Escuta, pode chamar ele pra mim? Não vou subir. Só quero falar com ele. Pode até ser aqui mesmo.

O porteiro ficou desconfiado, mas acabou interfonando pro apartamento do Gustavo e disse que uma garota estava ali na portaria esperando por ele.
Eu ouvi quando ele perguntou: "É uma menina loirinha, com cara de brava?"
O porteiro olhou pra mim e confirmou, então ele deu permissão pra eu subir.


Hmmmm


Ele estava esperando na porta quando eu cheguei no topo da escadaria.
Vestia um jeans velho, desbotado, uma regata branca e estava descalço.
Seu olhar, diferente do que eu imaginei que seria, era nervoso, quase tenso.


Eu parei há um metro dele, de pé no corredor, e falamos ao mesmo tempo.

Eu: Eu queria...
Ele: Eu só...


Nenhum de nós riu.


Ele: Você quer entrar?
Eu: Não, não. Eu só... Eu vim saber uma coisa.
Ele: O quê?
Eu: Por que você disse que sentia muito?


Ele ficou muito tempo quieto, só olhando pra mim.


Ele: Por que eu acho que assustei você, e eu não queria isso. Eu não devia ter dito aquilo daquele jeito. Eu fui um idiota. 
Eu: Não... não foi culpa sua. Eu só não estava pronta pra ouvir aquilo.
Ele: Você... está pronta agora?


Meu coração martelou na boca, e o Gustavo não esperou pela minha resposta.
Deu um passo para mim e estendeu as mãos, me segurando delicadamente pelos ombros.
Não olhei pra ele.


Ele: Eu quero ficar com você, Nayla.


E antes que eu pudesse pensar e dizer "sim" ou "não", ele segurou o meu rosto, e levantou o meu queixo.
No segundo seguinte a sua boca estava sobre a minha, e o último pensamento coerente que tive foi que gostei do sabor da sua pasta de dentes.






[ continua... ]



naylaelric@hotmail.com


B.A.P - BadMan MV ( comentado )

B.A.P tá funcionando á base de miojo de galinha caipira com molho Biotônico Fontoura.
Só pode.
Por que TODA SEMANA é MV.
E não que eu esteja reclamando... Longe de mim.
Mas a TS está explorando demais essas crianças, e o Zelo tem prova de matemática essa semana.
Então vamo maneirar aí, Sinhôzinhos.
Deixem os escravos funcionários descansarem, ok?


Liberdade ao povo!


Só pra me desmentir, depois que eu disse que o B.A.P tinha virado #RapDaRikeza, o Guk resolveu voltar ás suas raízes afro e sair ás ruas para se manifestar contra o preço do miojo que subiu pra caramba!
E ele não podia ir sozinho, né?
Por isso levou a gangue infanto-juvenil ás ruas, junto com metade do Carandiru. #Desaprovo

E nós, BABYz que nem gostamos do vandalismo, sentamos na primeira fila só pra ver.


DJ, manda BadMan!

B.A.P - BadMan


O MV foi gravado em Detroit, nas terras do Tio Sam.
É.
Mas no clima que tá, podia ter sido gravado no Rio.
Não ia precisar nem montar o cenário.
E BadMan começa PRECISAMENTE nas ruas devastadas da cidade, que eu nem sabia que se localizava na Faixa de Gaza pra estar tão destruída, com a galera defensora da baixa no preço do miojo de um lado, e a Tropa de Choque do outro.


Agora, sem querer ser chata, mas fora os negos do B.A.P, vocês estão vendo outro grupo de branquelos no meio dos manifestantes? E estão vendo algum negão Marrom-BomBom no meio da polícia?
Só pra saber...


EEEEE...

Foto solo da negada, começando com o chefe do tráfico.

Bang Negão Guk. Em um oferecimento de...


 Iô-Iô. Por que não basta ser um gangster coreano viciado em miojo de galinha.
Tem que pintar a cara parecendo um chocolate dos anos noventa e sair nas ruas protestando.


JaeJae. Foi ser #recalcada e levou uma bifa de um dos protestantes.
P.S.: Lente de contato gongada, tá? 


Channie-Feitiçeira. #Brochay~


Zelo #DuhGueto. Agora assumiu mesmo o negão que existia dentro dele.~


Uppie. Crescendo com saúde. MAMA LIKE!
P.S.: Mas olha esse maxilar, gentchê! Pára.



Dae. Economizou no supino, mas não na flexão de boca. 



E logo depois que a Angelina Jolie Korean Version #ARRAZA ( #BeeshaLouka ) no solo, o Guk volta com uma roupinha feita de retalhos que nem a Emília usaria. #Treva
E o resto da negada copiou. #Apocalipse.
Só salvo mesmo da morte nessa cena esse mausoléu da Família Adams e os passinhos que são #Dignos&Justos. O resto...




Não vou zuar esse "Ah!" #BeeshaLouca por que pode ser doença.


E o #PretuDuhGuetu continua mandando nas rimas até o prelúdio do refrão, que o Jae canta seguido do Channie, e TENHO QUE DIZER: #Ovulay violentamente nesse:

"I gotta feeling
Niga nuneul gamneun nal"


Do meo homi, tá?
Beijos, Channie!
Tua voz é delicia, apesar de estar parecendo A Feiticeira com esse véu cobrindo a FACE MAIS BELA do B.A.P. #Just~


Ah, #Adoray que o Uppie está recebendo mais partes nas músicas ao invés só de mostrar a deliciência juvenil do seu corpinho na puberdade.
Palmas pro diretor.


Dae cantando e...


EU SOU UM HOMEM MAU!


#Morta


Ah, pára.
Metade aí ainda pede pra mãe fazer o Nescau, e a outra metade toma Toddynho.
Cês querem mesmo que eu acredite que vocês são Homens Maus?!
Pra começar, nem homens são, por quê ainda estão na classificação Juventude Delinquente.
Mas claro: "Sorry, I'm a BadBoy" já tinha sido patenteada pela YG, então a TS teve que dar uma variada.
Entendi.


SEGUE O MV!


Olha, vocês sabem que se eu pudesse, dava uma rasteira no Dae, mas ele está AR-RA-ZAN-DO! nesse MV, gente.
Brilhou, #BeeshaPurpurinada.
#BateCabelo


Aí, vem o negão mandando um "Peace" e foco na galera.
É. Podia ter dito "Peace" antes de começar a quebrar o pau nas ruas, né, criança?

Guk. #Adoray o corretivo cor: Bronze de Salvador. 
#Palmas pros maquiadores da TS.


Agora, o que é que DIABOS tem á ver com a Revolução do Miojo, essa galera jogando basquete?
E lá vou eu procurar sentido em MV do B.A.P.
Joguem as pedras, please. Eu mereço.


Ah, sim!
Agora vem o -LOL mandando uma rima #DasQuebrada.
Apoio demais essa criança.
Ele podia estar matando aula, roubando PlayBoy, trabalhando de aviãozinho, ou engravidando a filha alheia, mas tá aqui, sendo um... HOMEM MAL.




Mas o cabelinho tá #brochantchê demais.
As outras crianças vão #bullyinar ele no PlayGround, gente.
Nisso a TS num pensa, né?


Beleza.
No meio desse Apocalipse Zumbi, tem umas historinhas.
Enquanto o Zé-LOL manda suas rimas escabrosas, dois negão estão fazendo negócios nos beco.
Um trouxe os últimos miojos de galinha da cidade numa maleta e entregou pro outro, que mal esperou o rapaz dar as costas e meteu chumbo nele.
Tsc Tsc Tsc

Aí, violência pode, mas bolinar os integrantes, não né, Pereira? Valeu. SUPER JUSTO.
B.A.P, influenciando negativamente as criancinhas desde Warrior.


E no meio desse auê todo, a TS resolve ser boazinha comigo e me dá esse CLOSE super babável.


 TS. TS minha. Se existe uma boca mais GOSHTOSA que essa, eu quero dar uma mordidinha.


Perai, deixa eu pegar meu útero que caiu aqui. Um minutinho, please.
...
...
...

Então, onde eu parei?


Ah, sim!
Enquanto os BadMen Koreanos continuam ARRAZANDO&BRILHANDO na #DivezaRevoltz, a vida continua durante as manifestações.
Tem até um casalzinho se beijando no parque. E aqui pra nós, esse carinha me lembrou o Guk.
WHATEVER
É mais fácil o Guk estar dando uns amassos num miojo de galinha caipira do que numa mona.
A gentchê te conhece, virjão!


E não que eu num tenha achado SUPER LEGALZ a galera com essas lanternas, mas ficou meio subjetivo que eles estavam procurando algo ou alguém nesse mausoléu aí.
Pergunta pro Professor Pasquale: O quê?!


Ah, sim!
O MV ENDs se aproxima com o B.A.P no meio da manifestação, tranquilinhos enquanto geral vai de voadora nos peito alheio.
Sinceramente, é meio clichê, mas #Adoray.
Fica tipo parecendo como se a violência não pudesse tocar neles.
Como se eles estivessem acima disso.


Dae grita. Bombas explodem. Geral morre.
EEEEEE...

B.A.P sempre vai estar de pé no final




MINHA AVALIAÇÃO FINAL DO MV


BadMan é INCRÍVEL!
Claro, a MAMA LIKE mais quando tem historinha com o coleguinha traidor metendo bala na negada, mas quem sou eu pra julgar um MV do B.A.P, né?
Guk subiu um nivel no quesito: Sou Negão, e levou o Zé-LOL pro Lado Negro da Força, literalmente.
Jae só gritou.
Channie e Uppie tiveram participações mínimas, e o Dae cantou mais que todo mundo, teve mais CLOSES, mais partes, o foco da câmera ficou mais nele, o microfone também, e ALGUÉM ensinou essa criança á fazer cara de mal.
Desaprovei a violência, mas B.A.P não consegue ser B.A.P só numa loja de café e fazendo furacões na rua, né?
Desaprovei também o véu na CARA DO MEO HOMI. E eu sei que o diretor do MV só cobriu a cara dele pros outros terem alguma chance de ARRAZAREM. Confessa!




NOTA: 7,0 ( por que cobrir a cara do Channie é safadeza e eu num perdoo nem se me der um Nescau como suborno. #PFVR. )


Annyeong!


P.S.: MAMA ocupada na universidade.
Desculpem a demora.
Vou tentar postar com mais frequência.


Bye Bye



naylaelric@hotmail.com

[ #TrueStory ] O cara novo... #5

Ele me ignorou.
Eu tive que terminar o meu relatório sozinha.
Desde aquele estranho fim de tarde, depois que voltamos do CAPS.
O cara, simplesmente, fingiu que eu NÃO existia.
O que me restava á fazer senão aceitar?
Juram que eu ia mesmo correr atrás dele buscando explicações para a sua SÚBITA aversão á mim, né?
Deixei como estava.
Eu não precisava mais dele, então que ele tivesse TODO O ESPAÇO que quisesse.


Minha professora de Psiquiatria ficou feliz com o relatório, e minhas notas subiram outra vez.
Então, eu estava decidida á fazer um post. de encerramento aqui, mas aconteceu uma coisa essa semana que eu tive que dividir com vocês.





Yes #Beesha!


Deu-se que o bastardo mora num apartamento bem perto da minha casa, então quando eu ía no mercado comecei a encontrar com ele.
Da primeira vez levei um susto.
Lá estava eu de shortchénho e chinelo de dedo vendo qual Nescau do refrigerador estava mais gelado, quando uma mão surge DO NADA e pega um Nescau bem por cima da minha cabeça.

Gustavo: Com licença.

Só o timbre da sua voz me deu um choque de oito mil voltz.
Me virei no mesmo instante e o vi numa prateleira bem atrás de mim, colocando todo tipo de bagulho barato e NADA saudável numa dessas cestinhas de compras.
Coisa de universitário que mora fora. #Básico
E o pior, o INFELIZ não tem uma gordurinha!


Ainda pensei em tentar falar alguma coisa e ser simpática, mas resolvi não cansar minha beleza, mas foi aí que ele me pegou no pulo.


Ele: Vai ter uma calourada esse fim de semana.
Eu: Eu soube...
Ele: *sem olhar pra mim* E aí? Você vai?
Eu: Não sei ainda.
Ele: Hummmm... Se for me avisa.


 Tipo: Oi?!


Avisar O QUÊ?!
Avisar PRA QUÊ?!
Mas não consegui articular nenhuma resposta enquanto ele ia embora.
Daí a encontrar o sujeito no mercado começou a ser comum.
Na verdade, tão comum que cogitei a estranha possibilidade de ele estar fazendo hora por lá pra me ver.
Mas isso seria muito ridículo... né?
NÃO É!?



A calourada aconteceu.
A Priscila foi, mas me abstive de gastar minha maquiagem caríssima e os meus saltos 20 numa festa com universitários bêbados e idiotas.
Assim, na segunda-feira, fui fazer uma prova na universidade, mas a minha professora #Diva decidiu CANCELAR, e pra não perder o meu tempo fazendo um bonequinho de voodoo com a cara dela, passei o resto da tarde na biblioteca terminando de escrever um capítulo em que eu estava presa de um dos meus livros.
E estava precisamente ocupada nisso quando o Gustavo entrou na biblioteca E VEIO SENTAR NA MINHA MESA.
Olhei em volta procurando as câmeras escondidas.


Eu: Por que está sentado aqui?
Ele: Queria falar com você.
Eu: Sobre...?

Mas ele só me olhou por algum tempo sem responder, depois respirou bem fundo.


Ele: Podemos falar em algum lugar mais privado?


#Partiu #Fugir


Ele me assustou, de verdade, mas o acompanhei até a sala dos livros e me recostei num canto, esperando que ele revelasse que na verdade era gay, ou uma mulher, ou que se vestia de pato Donald e assustava criancinhas no parque. Só não sabia por que ele estaria contando qualquer coisa para mim.


E a verdade é que o Gustavo começou a dar voltas na frente da prateleira de Anatomia, como se procurasse um livro, e aquilo só me deixou mais nervosa.

Eu: O que está acontecendo?
Ele: O cara daquele dia, o que anda com você, ele é seu namorado?

Cruzei os braços no peito.

Eu: Não acredito que você me trouxe aqui pra isso.

E tentei passar por ele, mas o Gustavo segurou o meu braço despertando todos os horriveis instintos assassinos em mim.

Eu: Se não me soltar, vou quebrar o seu braço em três pedaços.
Ele: Só responde a porcaria da pergunta, e eu deixo você ir.
Eu: Não, ele não é meu namorado. E a sua mão ainda está no meu braço.
Ele: Por que não foi pra calourada ontem?
Eu: E é da sua conta?
Ele: Por que tem que fazer um escândalo de tudo? Por que não pode responder simplesmente uma maldita pergunta?!
Eu: *puxando meu braço* Eu não preciso responder nada pra você.
Ele: Então só me diz: você está ficando com alguém?
Eu: E por que você quer saber?
Ele: Por que... eu acho... Eu acho que quero ficar com você...






[ continua... ]



naylaelric@hotmail.com
 
Bar da Meia-Noite © 2011 | Designed by Ibu Hamil, in collaboration with Uncharted 3 News, MW3 Clans and Black Ops